domingo, 30 de novembro de 2008

Campeonato de Judo

Ontem foi dia de Judo na escola Umbrella. Diogo e Gabriel foram competir junto com os colegas. No caso do Diogo ele tambem trocou de faixa, indo da branca para a cinza, afinal ele ja pratica a luta a 3 anos. Para o Gabriel foi a primeira experiencia de campeonato e ele se saiu super bem. Ganhou na categoria dele, do INf.2, trofeu de Atleta Revelacao de 2008, competindo com pelo menos 30 criancas. E claro que para a mamae aqui foi motivo de muito orgulho! Durante as lutas vi que podemos investir no Gabi, se ele quiser e claro. A pegada dele e boa e ele compete com vontade, sorrindo e se diverte. Ja Diogo e mesmo da natacao e dos esportes com bola. No judo ele nao fica muito a vontade, acho que tem um pouco de medo de se machucar, nao e a dele mesmo. Os dois demonstraram boa maturidade no quesito competicao, foram sabendo que poderiam ganhar ou perder e aceitaram participar. Diogo perdeu uma luta e ganhou outra, Gabriel ganhou as duas. Bjs

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Ben 10




Olha, não sei se e um fenómeno só aqui de Curitiba... mas os meninos estão simplesmente vidrados no tal de Ben 10. Eles só falam nisso o tempo todo. Ate o Gabriel que só tem 3 anos (por influencia do Diogo) ta completamente fã do desenho animado. No quesito violência dou uma nota 4, nas cenas de briga não tem sangue se espalhando para todo lado, nem palavriado ruim. A historia e bem mais interessando do que os chatos dos Power Rangers - que eles tb adoram. No quesito feiura ai eu tenho que dar uma nota mais alta, uns 8, porque os Aliens e os monstros são bem feios. O pior e que Diogo escreveu uma carta para o Papai Noel pedindo o tal do Ultra T e o Besta... não se acha isso em lugar algum! Gabriel já e mais fácil pediu "só" 4 Power Rangers, o branco, o azul, preto e sei la que outra cor, são tantos!!! Em fim, ser mãe de meninos e conviver com esses super heróis e suas fantasias. Os meus aqui se sentem o máximo vestidos de Homem Aranha, Sr. Incrível, Batman, Ben 10 e Power Rangers. Eu, e claro, só vou clicando as posses, os pulos, e os músculos contraídos dos meus super heróis. Para o Infinito e Alem!!! Bjs

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Avos e Netos





Hoje, vovó Tequi e vovô Camargo foram embora de Curitiba. Vieram passar meu aniversario e rever os netos que não viam desde de Julho. Eles passaram os últimos 3 meses na Califórnia visitando e cuidando dos netos Made in USA Nicholas e Antonella. Saíram daqui rumo a São Paulo para ver outro casal de netos, Joana e Lucas. Olha, se ter filhos e um mau necessário para se ter netos, então viver longe dos netos deve ser uma droga. Ainda mais quando se tem 6 lindo netos!
Os meninos simplesmente ADORAM todos os avós. Ficam super ansiosos quando eles nos vem visitar, ou quando vamos visita-los. Para mim e otimo, pois tenho uma super folguinha com relação as crianças. As duas avós são super pro ativas, e claro, cada uma com seu jeitinho.
Vovó Sonia, minha mãe, adora cuidar, alimentar e vestir. Vovó Tequi adora brincar e dar brinquedos e livros. E as duas adoram fazem companhia aos netinhos quando estão em Curitiba. Vão a pracinha, compram surpresinhas para depois do almoço e jantar, fazem todos os desejos e um pouco mais. As duas tem energia sobrando para correr, imaginar, desenhar, conversar, ensinar. E claro que quando o negocio aperta, os meninos fazem manha, ou alguma malcriacao, passam a bola para ninguém menos: euzinha aqui! O pior e que com tantos mimos, fico sem moral nenhuma com as crianças e de repente tenho que dar aquela bronca!
Não e mole não... mas tudo bem, só quem já teve uma BOA Avo sabe o quanto significa este contato tão próximo e tão afetivo, eu não estragaria isso por nada. Quanto mais tempo houver esta dedicação e este amor mutuo melhor para todos. Vão crescer sendo rapazes mais afetuosos, carinhosos, e gentis com certeza.
Ei, e não pense que os avos também não fazem sua parte! Afinal as avós não conseguiriam fazer tudo sozinhas. Eles acabam com as tarefas mais administrativas: são motoristas (ne vovô Carlos), compradores de comida e material farmacêutico, carregadores de compras... Mas também se desdobram para agradar os netos.
Vovô Carlos e oficialmente a fonte de frutas cortadas bem fininhas e mostrador de vídeos legais na internet. Vovô Camargo adora fazer um churrasquinho bem gostoso e se quiser saber a explicação de alguma coisa que ninguém mais sabe, pode ir la perguntar para ele, ele sabe!
Os quatro sao super importantes para Diogo e Gabriel, uma pena que morem tao longe em outras cidades... Pelo menos ajuda a saudade ficar bem grande e a tarefa de se ver muito mais prazerosa! beijos a todos

segunda-feira, 17 de novembro de 2008





Meu Niver


Ontem foi meu aniversario. Foi um dia nublado, frio, sem graça... Sorte que tenho em minha vida meus filhos que me fizeram os desenhos mais bonitos e anunciavam para todos que "hoje e o dia do aniversario da minha mamãe!". Sorte que tenho meu marido que me deu as flores mais bonitas e meus sogros que fizeram, nos pequenos detalhes, o meu dia ser mais especial. Agora, sorte mesmo, que tenho minha mãe que me escreveu esta linda carta de Amor. Te Amo Mãe!
Alo minha Xuxu,
Hoje e o dia de seu aniversario , e, nos ja nos falamos por telefone.
Agora quero falar com meu coraçao.
Desejar tudo de bom e pouco...
Gostaria de ser uma fada e, realisar todos os seus desejos.
A minha fada realisou todos os meus.
Ela me deu uma familia linda e perfeita.
Ela me deu uma infancia perfeita e cheia de grandes surpresas e aventuras.
Ela me deu um homem para amar e, para me ajudar a ter filhos.
Tive filhos, alias eu nao tive filhos, tive duas princesas.
Lindas e perfeitas. Bondosas e poderosas.
A caçula, recebeu o nome de Claudia.
Depois ela passou a ser chamada de Xuxu. Muito dengosa.
Muito carinhosa.
Muito teimosa.
Muito guerreira.
Ela cresceu, e, quando notei ela ja era mulher
Para os olhos das outras pessoas.
Para os meus olhos ela vai ser sempre simplesmente a minha filha.
Ela nao tem tamanho.
Nem idade.
Ela e somente a minha vida.
Amo voce.
Mami

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Gabriel Andando

video

Doencas da infancia

Gabriel esta com estomatite. E uma doença chatinha que no caso dele só serve mesmo para dar febre, uma vez que ele não desenvolve as terríveis aftas na boca. Ele já teve isso um monte de vezes e dizem que e uma derivação do vírus da herpes, então, tendo uma vez... quando a imunidade esta um pouco baixa ela ataca. Como ele não pode ter febre alta por causa do risco de ter convulsão, temos que ficar de olho, medicando a cada 3 horas com Allivium e Novalgina ate a febre abaixar. Passamos a noite no quarto de brinquedos que tem um sofá cama. Ele durante a noite teve febre muito alta, então tive que ficar acordando ele para dar remédio e colocar o supositório de Diazepan, que e um anti-convulsivo.
Gabriel tinha 11 meses quando teve a primeira crise. Lembro que na ultima visita ao pediatra antes da primeira convulsão, perguntei sobre o assunto e ele foi categórico: Claudia, convulsão tem quem pode, não quem quer! Como não tinha histórico na família (talvez por sorte) fiquei despreocupada (Gabriel sempre tinha febres muito altas, que Tylenol nenhum funcionava).
Então ao 11 meses, em casa, na hora do almoço, Gabriel teve sua primeira crise convulsiva. Diogo estava na mesa almoçando, e Gabi estava no cadeirão. A baba (na época eu tinha uma que me ajudava 3 vezes por semana, a Vanessa), e a empregada estavam no quarto das criancas. De repente Gabi começa a tremer, revirar os olhos, aquela cena horrível. Eu achei que ele estava se engasgando, pois estava comendo. Tirei ele rápido e... apavorei! Vanessa veio correndo. Como eu não sabia dos procedimentos fiquei com ele no colo ligando para o medico. Lembro que eu chorava um choro meio histérico, o medico, coitado não entendia nada e o quadro do Gabi só piorando pois agora ele estava babando uma espuma branca e ficando roxo. Por desespero total de minha parte, Vanessa pega ele do meu colo e sai porta a fora para a portaria do prédio, quando me dou conta saio atrás dela, vou para a garagem e vejo ela dentro do carro de uma moca ja saindo da garagem. Elas param o carro e eu entro, não sabia nem quem a moca era, mas peguei a carona.
Andressa e filha do sindico, estudante de medicina que encontrou Vanessa na portaria com o Gabi, segundo ela, Vanessa tinha acabado de fazer respiração boca a boca no Gabi... ainda bem que não vi esta cena. Depois de quase 5 horas no hospital e injecao de dipriona no bumbum, Gabi ficou melhor e eu cai doente, três dias de febre...
Depois deste episódio ainda tiveram mais dois, mas ai eu já estava preparada, e já sabia o que fazer. Porém, o que se vê não e nada bonito, ainda mais se acontece com seu filho pequeno. Os ataques foram bem seguidinhos, com uma distancia de 6 meses entra cada um. O pediatra nunca sugeriu um neurologista, foi então depois do terceiro ataque que resolvi ir a um.
Doutor Sergio Antuniuk, de Curitiba, nos recebeu repleto de sabedoria sobre o assunto, e logo foi me dizendo que convulsões repetitivas não eram boas, podem causar um futuro problema com eplipsia. Ele passou exames de cabeça e receitou o supositório de Diazepan que uso e que terei que usar ate mais ou menos quando ele tiver 6 anos. O uso do remédio não e frequente, só para os casos em que Gabi estiver com febre maior ou igual a 37.5 graus. A ultima crise ele teve perto de seu aniversario de 2 anos, ou seja, junho de 2007.
Hoje fico tranquila e dou graças a Deus por Gabriel ser super saudável, não precisando, quase nunca, usar o remédio.

sábado, 1 de novembro de 2008

Filho dormindo fora

Ontem, pela segunda vez, Diogo dormiu fora de casa. Foi para a casa do amiguinho da escola, o Gabriel Aires. Ele ficou radiante quando soube da noticia, pois gosta muito deste amiguinho e já esta bem familiarizado com os pais dele, que são nossos amigos. Quem ficou inconsolável foi o Gabriel... Ele queria porque queria ir junto! Tive, então, que tornar a estadia dele em casa conosco agradável e feliz. Éramos os dois, eu e Rodrigo, no quarto de brinquedo brincando com ele, conversando, depois veio para o computador jogar um jogo e terminou a noite em um colchão no nosso quarto. Como estávamos morrendo de vontade de ir jantar no L'Epicerie, restaurante francês de um casal de amigos, Fanie e Gustavo, que fica em frente a nossa casa, (e só realmente cruzar a rua) colocamos o Gabi no carrinho e la fomos nos!

O restaurante não e muito grande, mas a comida que fazem e uma delicia e a decoração também e uma gracinha. Chegando, parecíamos que fazíamos parte da alta sociedade curitibana, pois por muita coincidência, conhecíamos pessoas em quatro mesas, sendo duas de 5 pessoas e 2 de 2 pessoas (já disse e um lugar pequeno) e mais os donos do estabelecimento (Fanie fica no salão e Gustavo e o chef).

Depois voltamos para casa e dormirmos com nosso lindinho Gabi no nosso quarto.
Com Diogo, soube hoje de manha, que ocorreu tudo bem. Vamos buscar ele e almoçar na casa dos pais do Gabriel Aires. Bjs